As Ondas do Wi-Fi Pode Ser Prejudicial à Saúde?

Escrito por: Paulo Santos

Provavelmente você já ouviu dizer por aí que as altas frequências de Wi-Fi pode fazer mal a nossa saúde ou dos nossos pets como cães, gatos e pássaros, porém não é verdade e nem se quer há qualquer evidência científica que sugiram que o uso do Wi-Fi seja prejudicial à saúde em níveis normais de exposição.

➡️ VEJA ISSO : WiFi 6 no Precinho!

O Wi-Fi usa ondas de rádio de baixa potência para transmitir dados sem fio entre dispositivos, e essas ondas de rádio são consideradas seguras pela maioria das agências reguladoras em todo o mundo.

Vários estudos foram conduzidos para avaliar o impacto do Wi-Fi na saúde humana, tanto em adultos, crianças e até em animais de diversos portes, mas até o momento, não foi encontrado nenhum indicio que o uso do Wi-Fi possa ser prejudicial à saúde. Inclusive as agências reguladoras, como a tão famosa Organização Mundial da Saúde (OMS), afirmam que a exposição a ondas de rádio de baixa potência, como as usadas pelo Wi-Fi, não representa riscos significativos para a saúde.

No entanto, algumas poucas pessoas relataram sintomas de saúde, como dores de cabeça, fadiga e náuseas, após a exposição ao Wi-Fi. Esses sintomas foram atribuídos por algumas pessoas a uma condição chamada “sensibilidade eletromagnética“, que é uma sensibilidade percebida a campos eletromagnéticos, como aqueles emitidos por dispositivos sem fio, incluindo Wi-Fi. Porém, não há evidências científicas que corroborem com a existência dessa condição.

Perguntas Frequentes

  1. O Wi-Fi é seguro para a saúde?

    Sim, o Wi-Fi é considerado seguro para a saúde. As ondas de rádio usadas pelo Wi-Fi estão na faixa não ionizante do espectro eletromagnético, o que significa que elas não possuem energia suficiente para causar danos celulares diretos.

  2. O Wi-Fi pode causar câncer?

    Não há evidências científicas conclusivas de que o Wi-Fi cause câncer ou outros problemas de saúde. Vários estudos foram realizados para avaliar os possíveis efeitos do Wi-Fi na saúde, mas até agora, não foram encontradas evidências convincentes de efeitos adversos à saúde.

  3. O Wi-Fi pode afetar o sono?

    Alguns estudos sugerem que a exposição prolongada ao Wi-Fi pode afetar o sono em algumas pessoas. No entanto, os efeitos parecem ser muito pequenos e variáveis entre as pessoas. Mais pesquisas são necessárias para entender completamente os efeitos do Wi-Fi no sono.

  4. O que posso fazer para minimizar a exposição ao Wi-Fi?

    Se você está preocupado com a exposição ao Wi-Fi, pode tomar algumas medidas para minimizar a exposição, como manter o roteador longe de áreas onde você passa muito tempo, como o quarto ou a sala de estar, e usar um cabo Ethernet para conectar o computador ao roteador sempre que possível.

  5. Existe uma exposição segura ao Wi-Fi?

    A exposição segura ao Wi-Fi é atualmente considerada abaixo dos limites recomendados pelas agências reguladoras de saúde, como a FCC nos Estados Unidos e a ANATEL no Brasil. Esses limites são projetados para proteger a saúde pública contra os possíveis efeitos nocivos da exposição às ondas de rádio.

Em resumo, é um MITO que o Wi-Fi como usamos possa ser prejudicial, pode ficar tranquilo e usar normalmente!

O que você achou desse artigo?

Clique nas estrelas

Disponível no Mercado Livre

Média de 5 / 5. Total de votos: 12

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Trabalhei por 15 anos com infraestrutura em Telecom, sou um entusiasta da área e estou sempre em busca de mais conhecimento envolvendo o uso da tecnologia. Espero poder ajudar as pessoas a entender melhor esse universo da conexão Wi-Fi!
Paulo Santos
Últimos posts por Paulo Santos (exibir todos)
    3 Comentários
    1. Ja tive zonzura , dor de cabeca,esquecimento,sonolencia perto roteador wifi..

    2. O Wi-Fi está me dando sono e também um pouco de dor de cabeça

    3. Minha tia fala que o wifi da dor de cabeça nela. ehuiehsiuhauiea

      Deixe um Comentário

      Gênio do WiFi
      Logo